Por que não vou torcer para a Croácia

A seleção croata continua enaltecendo o fascismo
Outro dia um apresentador do BBB, da Globo, deu a entender que não se deve misturar Esporte e Política porque o resultado sempre seria ruim. Enganou-se, não sei se por ignorância mesmo, ou foi só má intenção. Quando o sujeito se declara apolítico, na verdade está confessando a própria ignorância. Aquele que parece estar em cima do muro, na verdade já está em um dos lados e não sabe, porque a linha divisória é muito fina. Quem se diz apolítico está do lado do poder, mesmo que não saiba disso. JC mesmo disse: "Quem não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não colhe, espalha".
Na História há diversos exemplos da mistura do esporte com a política. A Guerra Fria teve esse componente durante toda a história da União Soviética e os diversos boicotes, por exemplo.
No Brasil, nos anos 70, a ditadura militar colocou Zagallo no comando da Seleção, afastando João Saldanha (que tinha classificado o Brasil em primeiro nas eliminatórias). Isso foi porque João Saldanha era jornalista e dirigente do PCB. Para quem não sabe, PCB era o Partido Comunista Brasileiro, transformado em 1992 pelo quinta-coluna Roberto Freire em Partido Popular Socialista, o PPS, partidinho linha-auxiliar do PSDB. Você já reparou que o pessoal do PPS só mostra essa sigla e evita expor seu significado (Partido Popular Socialista)?
Em tempo: nome não significa nada. Lembrando Shakespeare: "se a rosa tivesse outro nome, ainda assim teria o mesmo perfume".
A propósito, lembremos das palavras de Bertolt Brecht:
"O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos*. Ele não sabe o custo de vida, e que o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais".
*a não ser quando manipulado pela mídia sonegadora e golpista.
Alvíssaras!

Comentários