domingo, maio 28, 2017

The Handmaid's Tale: o que certos evangélicos querem para o Brasil



http://www.geektown.co.uk/tvairdates/the-handmaids-tale/
The Handmaid’s Tale (“O Conto da Serva”) é uma obra de ficção distópica escrita pela ativista ambiental canadense Margaret Atwood e publicada em 1985.  Em 1990 virou um filme chamado ‘A Decadência de uma Espécie’, dirigido pelo alemão Volker Schlöndorff (de ‘O Ano Passado em Marienbad’ e ‘O Tambor’).  E agora, em 2017, série de TV criada por Bruce Miller (produtor de ‘The 100’ e ‘ER’) e estrelada por Elisabeth Moss (de ‘Mad Men’ e 'Garota, Interrompida’) no papel da protagonista Offred.
Resumo da ópera (sim, virou ópera composta pelo dinamarquês Poul Ruder em 2000): em um futuro não muito distante é instaurada uma ditadura de extrema direita que elimina as minorias, a República de Gilead.  Esse regime autoritário e teocrático adota o Velho Testamento como Constituição.  Consequentemente sacrifícios, genocídio, poligamia, traição, machismo, homofobia, misoginia e todas as perversidades bíblicas estão presentes.  Vale a pena ver e refletir sobre os tempos atuais, em que os evangélicos apoiam esse governo golpista e elegem mercadores da fé para tornar o Brasil uma república teocrática.
http://www.laparola.com.br/rumo-a-ditadura-religiosa
   

Nenhum comentário: