terça-feira, fevereiro 23, 2016

QI (quociente de imbecilidade) dos conservadores

Por que Roger, que alega ter QI elevado, é tão hidrófobo?  O tema é complexo, mas a maioria dos estudos a respeito demonstra que os conservadores, reacionários e direitistas tendem a ser menos inteligentes que os liberais, progressistas e esquerdistas.  Exemplo (apesar dos jornais britânicos não serem muito sérios): Right-wingers are less intelligent tha left wingers, says study. 

A seguir, algumas notícias a respeito do ex-roqueiro discípulo de Olavo de Carvalho, o filósofo para idiotas e racistas: 
  
Roger xinga platéia e diz que foi tratado como lixo por equipe dos Rolling Stones 

Músico debocha de campanha que denuncia assédio contra mulheres 

Cantor Roger xinga jornalista e debocha de perseguidos pela ditadura 

"Você é realmente inútil", diz membro do Porta dos Fundos para cantor Roger 

Vergonha alheia de um roqueiro conservador 

Por que Lobão e Roger se transformaram em dois derrotistas explícitos? 

De qualquer forma, é preciso separar a obra e o autor.  Eu fico com a obra.  O autor é desprezível. 
Forme você sua opinião. 

Justiça cega de partidarismo e ódio

Fonte da imagem : http://sindesvdf.com.br/st/comunicacao/noticias/golpe-contra-os-trabalhadores/
Dois artigos, fora dos jornalões e das revistonas, formam um retrato preciso dos históricos e surreais dias atuais: 

Talvez quem não esteja acostumado a se informar diariamente ache que está tudo bem ou tudo ruim, sem saber muito bem por quê.  A propósito, uma notícia ruim aos alarmistas vem da PwC: https://www.pwc.com/gx/en/issues/the-economy/assets/world-in-2050-february-2015.pdf 
Podemos dizer que uma alma entrou no céu se alguém tiver notado que no Brasil os governos trabalhistas (Vargas, Jango, Lula e Dilma) sempre foram ou são perseguidos, e se fizer a pergunta que vale ouro: por quê? 
Enquanto não tivermos maturidade para refletir sobre ideias, podemos refletir sobre fatos e, se formos modestos, ainda sobre pessoas.  Mas refletir, e não falar mal ou bem apenas. 
Pensar é que nem criança subir em muro alto; no começo dá um medo, mas depois acaba subindo. 
Se tudo se resumisse a futebol, novela, reality show, homofobia e previsão do tempo, não seria necessário tanto espaço no crânio. 
Como diz o Mario Sergio Cortella, pensar bem nos faz bem! 
Aproveite sem moderação.


sábado, fevereiro 13, 2016

Direita compra a mídia vendida

Em minha leitura diária dos portais dos jornalões e dos 'blogs sujos', encontrei essa pérola de exemplo de como o governador Picolé de Chuchu, da Opus Dei, compra a mídia literalmente vendida para ser bem avaliado: 

Alckmin usou R$ 3,37 mi da Educação em assinaturas de jornais e revistas 'dos amigos' 

Claro que esta notícia jamais sairia na Folha, no Estadão, na Veja (Abril) ou na Época (Globo). Conforme o padre Lancellotti, da Pastoral da Rua, “hoje não tem nada mais indecente do que nossa imprensa. É elogio dizer que nossa imprensa é burguesa, não qualifica precisamente. A nossa imprensa é prostituta”.

Além da mídia, os tucanos também estão comprando votos dentro do próprio partido.  Ontem saiu a notícia de que o candidato do Picolé à Prefeitura, João Doria, o muso do 'cansei' (lembra?), está sendo acusado de comprar cabos eleitorais (mercenários pagos): TUCANO ACUSA DORIA DE PAGAR MENSALÃO EM SP 
No fundo o que está havendo no seio da direita é uma luta fratricida pela escolha do candidato à Prefeitura.   De um lado, Picolé e Doria; de outro, José 'Bolinha de Papel' Serra e seu apoiado, o fascista higienista Andrea Matarazzo (que já ganhou o apoio do Farol de Alexandria, o único professor aposentado que tem apartamento em Paris).  O objetivo final, claro, é 2018.  Se o vampiro emplacar o prefeito, a luta fratricida passará do nível estadual porque a batalha será contra o grupo do playboy mineiro.  Aí vai ser uma lavação de roupa suja, como foi em 2009 - quem não se lembra do Pó pará, governador? 

Anota aí a minha premonição: a direita vai perder de novo, não apenas em 2016 como também, e principalmente, em 2018.  Sabe por quê?  O povo não é bobo.  Não me refiro à classe média, ignorante, hipócrita e preconceituosa, mas ao povão mesmo, que tem uma intuição fantástica.  Eu acredito. 

quarta-feira, fevereiro 10, 2016

Acidentes de trabalho, desemprego e a mídia

Sítio é mais importante que Cunha e helicóptero com 500 kg
Você sabia que a cada 15 segundos, 153 trabalhadores sofrem um acidente relacionado ao trabalho, sendo que 1 deles morre? A fonte é a OIT (International Labour Organization), que tem homepage também em português e cujo lema é "promover empregos e proteger pessoas". 
Dados de 2001-2005 colocam o Brasil em 4º lugar em número anual de acidentes fatais, atrás apenas de China, Índia e Indonésia, mas em 100º lugar (entre 119 países) em termos de taxa de mortalidade (19,7 acidentes fatais por ano sobre o total de empregados dividido por cem mil).  Para comparação, os Estados Unidos estão em 10° lugar em número anual de acidentes fatais, mas em 19° lugar em termos de taxa de mortalidade (4,9). 

Embora a nossa mídia tente nos fazer crer que apenas no Brasil existe crise, impressionam os números do desemprego na união europeia e na zona do euro: 9,10% e 10,40% respectivamente, com destaque para França (10,60%), Eslováquia (10,63%), Áustria (10,90%), Itália (11,40%), Eslovênia (11,70%), Portugal (11,90%) e Espanha (20,90%), além das repúblicas dos Balcãs Montenegro (17,24%), Sérvia (17,30%), Albânia (17,50%), Croácia (17,90%), Grécia (24,47%), Macedônia (25,48%), Kosovo (35,30%) e Bósnia-Herzegovina (42,73%)!  Hoje a taxa de desemprego no Brasil está em 6,90% enquanto que nos Estados Unidos,  5.00% .  Curiosidade: enquanto só no primeiro mandato do FHC o desemprego subiu 38% (de 6,5% para 9%), em 10 anos este governo trabalhista diminuiu o desemprego em 305%(de 13,1% para 4,3%)! 

Outro dado interessante, lembrado pela mídia somente quando cai, é o índice nacional de expectativa do consumidor, com média de 110 em 20 anos.  Em 2014 estava acima da média mas, com a reeleição da presidente, caiu 10 pontos em 4 meses e mais 4 pontos em um ano, estando atualmente em 96.  O curioso, e que a gente não vê na mídia, é que mesmo caindo 14 pontos ao iniciar este mandato, este índice ainda é maior do que o de FHC ao começar seu segundo mandato: 89.  E adivinha qual foi o pico desse índice! 121, em outubro de 2010, final do mandato de Lula. 

Números são sempre melhores do que argumentos, mas é preciso sempre tomar cuidado com as fontes e também compreender o contexto comparativo.  Embora distintas fontes dão preferência a comunicar fatos diferentes, quando os fatos são os mesmos é comum as fontes interpretá-los diferentemente.  Isto fica claro quando comparamos as revistas Veja e Carta Capital, por exemplo.  Quem assina a Veja, a Folha ou o Estadão, e é Globo dependente provavelmente não tem ideia do que representam a ANJ (Associação Nacional de Jornais) e a SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa) para a liberdade de expressão e a democracia. 

domingo, fevereiro 07, 2016

Manipulação diária de folhetins, libelos e panfletos

Mídia é golpista lá também
Edward R. Murrow, famoso jornalista americano (1908-1965) disse uma vez que “a televisão está sendo usada para distrair, iludir, entreter e isolar as pessoas”.  O mesmo continua se aplicando a toda a mídia. Para constatação, basta ligar a TV, o rádio, abrir um jornal, uma revista, navegar por um portal de conteúdo.  Manipular e alienar são consenso na imprensa conservadora latino-americana, que faz parte de um clube de empresários donos de jornais chamado Sociedade Interamericana de Prensa (SIP) com sede em Miami.
Veja, com o perdão da palavra, as manchetes dos jornalões de hoje, separadas por tema.
1.       Caça ao Lula, para evitar nova derrota da direita em 2018
ü  Filho de Lula recebeu sem prestar serviço a time, diz cartola
ü  Aliados cobram de Lula versão sobre sítio em Atibaia e tríplex.
ü  Bumlai, pecuarista amigo de Lula preso na Lava Jato, ataca ‘caciques do PT’ e pede fim do confisco
ü  Lula se queixa de Dilma e do avanço das investigações

2.       Catastrofismo e urubologia, para denegrir o governo Dilma
ü  País caminha para a pior recessão de sua história
ü  Persistem fantasmas de inflação, desemprego e indústria agonizante

3.       Apologia do impeachment, insistência baseada no método de Joseph Goebbels
ü  Musa do impeachment fica sem roupa e é expulsa de desfile em SP.  Ela protestou após ter seu tapa-sexo anti-Dilma vetado por escola
ü  Temer se encontrou com Aécio no auge de debate sobre impeachment

4.       Perplexidade com as questões dos pobres nos Estados Unidos
ü  Democrata atrai votos de jovens com proposta de ensino gratuito
ü  Dívida de estudantes vira tema eleitoral e alavanca Bernie Sanders
ü  Tudo sobre a crise de água em Flint

5.       Celebração da maré-alta do conservadorismo (onda marrom)
ü  Polarizado, Israel passa por uma onda de perseguição macarthista
ü  Grupos de manifestantes a favor e contra imigrantes vão às ruas mobilizando milhares na Europa