A mídia e os trouxas

Interessante este artigo em que o Jorge Furtado, diretor e roteirista de cinema e TV, fala da nossa mídia: “A Imprensa está pautada por bandidos”. Segundo ele, “os jornais estão impregnados de ideologia. A infâmia e a fama são absolutas nessa era da mídia... A imprensa publica o que quer, sem checar nenhuma denúncia. Depois, quando elas não se confirmam, ninguém volta para retificar... São bandidos que alimentam diariamente a imprensa, são eles que fazem as capas de jornais diariamente... A imprensa assume que deixa de fazer jornalismo e passa a fazer política. Não se dedica mais a buscar a verdade factual e isso é um grave problema para a democracia”.
Recomendo também outro artigo da CartaMaior: “Atores do golpismo”, segundo o qual a mídia oposicionista é outro ator importante do golpe, e recorta a realidade sem mostrar que a gênese da corrupção na Petrobras está no governo FHC.  Aliás, você já reparou que a maioria absoluta dos líderes golpistas é ficha suja, está sob investigação? Os outros que apoiam o impeachment são apenas reacionários, de extrema-direita, mal informados, ignorantes ou imbecis mesmo.
Acerca do mau-caratismo da mídia no mundo todo, certo presidente disse uma vez que "se andasse de manhã sobre o rio Fulano de Tal, à tarde e à noite o noticiário seria 'o presidente não sabe nadar'!" - e esse presidente não era petralha, era o LBJ (Lyndon Johnson), democrata que sucedeu Kennedy e que perdeu a Guerra do Vietnã.
Aqui a nossa gloriosa mídia está concentrada em cerca de meia dúzia a uma dezena de famiglias que costumam guardar dinheiro em paraísos fiscais, mas como dizem: isto não vem ao caso. 

Comentários