O cofre do Picolé e o buraco do Çerra

Ontem alguns veículos estamparam: “Alckmin torna/impõe sigilo de 25 anos a/para projetos de metrô/transportes”.  É o caso da Exame (Abril), ConversaAfiada, Brasil247, RedeBrasilAtual e Fórum.  Ao comparar o viés de cada um, podemos concluir que alguém vai ser advertido lá na Abril.  A mesma notícia foi estampada assim pela Época (Globo) e pelo Estadão: “Gestão Alckmin decreta/impõe sigilo de 25 anos a documentos de metrô/transportes”.  Repare que agora o sujeito é a gestão, não o servo da Opus Dei.  Mídia amiga não consegue esconder que o cofre do Picolé é a própria confissão do trensalão ou do metrolão.  Aliás, passados 8 anos do buraco da estação de Pinheiros, o crime está prescrevendo, ninguém foi julgado e nem mesmo uma plaquinha foi colocada na estação em memória das sete vítimas fatais.
A novidade do dia saiu no Estadão: “WhatsApp de cúpula da Andrade revela torcida por Aécio nas eleições”.  Essa é muitíssima interessante e dispensa comentários.
Ler para informar-se é muito importante.  É claro que não basta ler superficialmente, mas é preciso aprender a ler as entrelinhas, isto é, entender e captar a essência da mensagem.  Conhecer o mensageiro facilita o entendimento. Como dizem os velhos livros, quem tiver olhos para ver, ou de ver, que veja.
P.S.: Nada melhor do que um dia após o outro.

Comentários