sábado, agosto 01, 2015

Período de Engorda



Não há como negar que estes dias, que precedem o golpe iminente contra a presidenta, estão sendo muito engraçados. E trágicos.


Esta semana a mídia golpista anunciou: "(Agência de risco) S&P (Standard & Poor's) mantém rating (nota de risco) do Brasil, mas"... na verdade o PiG (partido da imprensa golpista) ressaltou mesmo o "mas", dando o maior destaque à possibilidade de a nota do Brasil ser rebaixada em uma próxima avaliação.  O foco não foi o fato (manutenção do rating), mas na possibilidade (possível redução no futuro).  Acho que não precisa desenhar, neste caso.  Mas o que tem isso de engraçado? Até aqui, nada.  Ao contrário, é trágica a atuação de nossa mídia.  O engraçado foi o reconhecimento da própria Globo que ela, de fato, teve a nota rebaixada.  Claro, eles não devem ter dito nada no Jornal Nacional, né?  Ou confessaram? Não assisto, não sei. Ver o site deles reconhecer que a Petrobrás (que eles querem destruir) teve a nota mantida enquanto a nota deles caiu não tem preço: http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/07/sp-reduz-perspectiva-de-nota-de-41-bancos-e-empresas-brasileiras.html 

Aí veio a notícia de que os "jornalistas" da Veja estão saindo das redes sociais depois que o Romário senador os desafiou a provar mais uma mentira que eles publicaram: http://linkis.com/tijolaco.com.br/blog/iq0rw 
O melhor comentário foi esse: 
 “Tem um vizinho meu aqui que tá me incomodando muito, já tivemos até algumas rusgas. Gostaria de saber: quanto a Veja cobra para publicar uma matéria dizendo que ele tá enriquecendo urânio na casa dele?" 

Agora, o Instituto Lula foi alvo de um atentado a bomba e alguns fascistas da mídia, admirados por idiotas, estão dizendo que foi tudo montagem.

E a crise aqui está feia, não? O Brasil está com a taxa de desemprego de 6,9%!  Preocupa a situação de Holanda, Luxemburgo e Hungria, que estão com esse mesmo desemprego. E o que dizer de Áustria (8,3%), Suécia (8,5%), Bélgica (8,6%), Irlanda (9,7%), Finlândia (10%), França (10,3%), Itália (12,4%), Portugal (13,7%), Espanha (22,4%)?  Mas crise mesmo, só na Grécia (25,6%) e aqui (6,9%), né?  No primeiro mandato do Lula era 11%, no segundo 8%, no primeiro da Dilma 5,4% e agora... 6,9%! Que crise! 

Tudo é para o melhor no melhor dos mundos possíveis.

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...