Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Golpe Nosso de Cada Dia

Imagem
Ler os jornalões no domingo não nos deixa esquecer: entra ano, sai ano, décadas se passam, e a mídia continua golpista aqui no Brasil. Basta comparar o comportamento da Folha, do Estadão e de O Globo.  Há 51 anos eles apoiaram o golpe fascista de 1964 e hoje apoiam o movimento golpista contra a presidenta democraticamente eleita.  As mesmas famílias que sempre tiveram o monopólio da comunicação o usam para manipular a opinião pública em prol de seus interesses.  Mesmo aqueles que não leem jornais por imaturidade, deficiência cognitiva ou alienação estão hipnotizados pela mídia na medida em que se “informam” por meio de fofoca, “achismo”, spam e não-notícias.  A grande mídia eventualmente tem um código de ética jornalística, mas é o tal do “me engana que eu gosto", já que não é isenta, plural, apartidária e independente como apregoa mentirosamente. Veríssimo sintetiza tudo isso ao dizer que “às vezes, a única coisa verdadeira num jornal é a data”.

Ao coxinha que imagina que a gente…

A Onda Marrom e a Volta à Idade Média

Imagem
Estou lendo “O Livro das Religiões” (Religionsboka, 1989), dos noruegueses Hellern, Notaker e Gaarder (que escreveu “O Mundo de Sofia”).  Ocorre-me que é possível que o medo do desconhecido, do inusitado, do diferente, do novo seja natural para o ser humano.  Talvez por isto tenham surgido as religiões.  Quem sabe se o animismo não foi uma forma primitiva de negar a morte ao atribuir espíritos, como entidades antropomórficas, aos animais, às plantas, aos rios, às montanhas, ao sol, à lua, às estrelas? No Oriente Médio esse politeísmo transformou-se em monoteísmo, base do judaísmo, do islamismo e do cristianismo.    Esta última religião criou o dogma misógino da Santíssima Trindade. Mais tarde, depois do Iluminismo, no século 19 o positivismo e o darwinismo foram a base do surgimento de ideologias “científicas” que apregoam o aperfeiçoamento “de tudo e de todos”.  Isto culminou em eugenia, racismo, imperialismo, sionismo, fascismo, nazismo. A contrapartida foi o surgimento dos moviment…