sexta-feira, maio 29, 2015

Corrupção em Gotham City

A Voz da América comenta a classificação de países como Somália, Coréia do Norte e Afeganistão, feita pela organização Transparency International em seu relatório anual do índice de percepção da corrupção.

Essas classificações que castigam os países pobres como irremediavelmente "corruptos" sempre implicam que os Estados Unidos, o 20º país da lista, não é um país corrupto. Embora seja verdade que você normalmente não tem de subornar seu carteiro para entregar a correspondência nos Estados Unidos, em muitos aspectos principais as práticas políticas e financeiras dos Estados Unidos os fazem, em termos absolutos, muito mais corruptos do que os habituais suspeitos do hemisfério sul. Afinal de contas, a economia dos EUA vale mais de 16 trilhões de dólares por ano, de forma que em sua corrupção muito mais dinheiro muda de mãos.

1. Em vez de ter campanhas políticas curtas, com financiamento público e com publicidade limitada e/ou livre (como vários países da Europa Ocidental fazem), os EUA têm longas campanhas políticas em que os candidatos têm de correr atrás de muito dinheiro para publicidade. Eles são, portanto, obrigados a passar grande parte do seu tempo na angariação de fundos, o que significa dizer, em busca de subornos. Todos os políticos norte-americanos são, basicamente, pagos ilegalmente por favores, embora muitos sejam pessoas honradas. Eles são forçados a isso pelo sistema. O líder da maioria na Câmara John Boehner recentemente distribuiu dinheiro da indústria do tabaco para outros representantes. Quando o presidente francês Nicolas Sarkozy foi derrotado em 2012, logo em seguida a polícia francesa realmente entrou em sua residência privada em busca de supostos US$ 50.000 em contribuições ilícitas de campanha da herdeira da L'Oreale. Eu pensei: sério? US$ 50.000 em uma campanha presidencial? Nossas campanhas presidenciais custam cada uma um bilhão de dólares! $50.000 é um erro de arredondamento, não uma base para a ação da polícia. Ora, George W. Bush levou milhões de fabricantes de armas e, em seguida, arrumou uma guerra para eles, e a polícia nem passou perto de sua casa.
Os políticos americanos não representam "o povo". Com algumas honrosas exceções, eles representam aquele 1%. A democracia americana está sendo corrompida como nunca.
2. Que os políticos podem ser subornados para reduzir a regulamentação de setores como o bancário (o que é chamado de "captura regulatória") significa que eles serão tão subornados. Bilhões foram gastos e 3.000 lobistas contratados pelos banqueiros para remover regras complicadas nos zeros. Assim, a corrupção política possibilitou a corrupção financeira (em alguns casos a legalizou!). Na ausência de regulamentação e auditoria governamental, o setor financeiro foi à loucura e se envolveu em práticas de corrupção que causaram a crise de 2008. Pena que os pobres afegãos não podem simplesmente tornar sua corrupção inexistente ao regularizá-la, da forma como Wall Street fez.

3. Que os principais vilões da crise de 2008 (da qual 90% dos americanos ainda não se recuperaram) não tenham sido processados ​​é em si uma forma de corrupção.

4. O orçamento militar dos EUA está inchado e enorme, maior do que os orçamentos militares dos próximos doze principais países. O que geralmente não é percebido é que talvez metade dele seja gasto em serviços de terceiros, e não com os militares. É bem-estar corporativo em escala cósmica. Eu vi com meus próprios olhos como oficiais nas forças armadas saem e, em seguida, formam empresas para vender coisas aos seus antigos colegas ainda na ativa.

5. Os Estados Unidos têm um vasto gulag de 2,2 milhões de prisioneiros na cadeia e penitenciária. Há uma tendência crescente para que as prisões sejam privatizadas, e esta tendência esta corrompendo o sistema. É errado que pessoas lucrem ao colocar e manter gente atrás das grades. Esta tendência preocupante torna-se ainda mais preocupante pelo movimento no sentido de dar sentenças extralongas para crimes menores, para negar liberdade condicional e prender perpetuamente pessoas por, por exemplo, três pequenos furtos.

6. Os ricos estão confortáveis em subornar os nossos políticos para reduzir os impostos sobre os ricos. Esta e outras políticas do governo produziram uma situação onde 400 bilionários americanos valem US$ 2 trilhões, tanto quanto 150 milhões de americanos da base da pirâmide social. Esse tipo de desigualdade de riqueza não tem sido visto nos EUA desde a era dos barões ladrões do século XIX. Ambas as eras são marcadas por extrema corrupção.

7. A espionagem doméstica da Agência Nacional de Segurança é uma forma de corrupção em si, e se presta a corrupção. Com cerca de 4 milhões de funcionários do governo e empresas privadas que atuam nessa vigilância, é altamente improvável que várias formas de abuso de informação privilegiada e outras práticas corruptas não estão a ser cometidos. Se você soubesse quem Warren Buffett e George Soros estavam chamando todos os dias... A classe política americana não estaria defendendo essa invasão indefensável da privacidade dos cidadãos tão vigorosamente se alguém em algum lugar não estivesse fazendo dinheiro com isso.

8. Quanto a informações privilegiadas, verifica-se que o Congresso desfez boa parte da lei que passou apressadamente proibindo membros, um pouco tardiamente, de se envolver em abuso de informação privilegiada (compra e venda de ações com base no seu conhecimento privilegiado da futura política de governo). Que esta prática só se tornou um problema recentemente é outro sinal de quão corrupto é o sistema.

9. O confisco de ativos na "guerra às drogas" está corrompendo departamentos de polícia e o poder judiciário.

10. Dinheiro e corrupção têm vazado até agora em nosso sistema de mídia tanto que as pessoas podem com uma cara séria afirmar que os cientistas não estão seguros de que as emissões de carbono humanas estão causando o aquecimento global. Fox Cable News está entre as instituições mais corruptas na sociedade americana, vendendo mentiras descaradas para o benefício da classe bilionária. Os EUA são tão corruptos que estão resistindo à urgência óbvia de reduzir a produção de carbono. Mesmo o nosso relativamente progressista presidente fala de explorar todas as fontes de energia, como se os hidrocarbonetos fossem tão valiosos como energia verde e como se hidrocarbonetos não estivessem envenenando a terra.
Mesmo o Qatar, com sua economia baseada no gás natural, admite o desafio da mudança climática induzida pelo homem. Os políticos americanos como Jim Inhofe são abertamente ridicularizados quando viajam para a Europa por sua ignorância sobre o clima. Então não conte às Filipinas ou outras vítimas da corrupção americana quão corruptos eles são por tomar alguns subornos mesquinhos. Os americanos não são vistos como corruptos porque nós tratamos somente com grandes valores. Roube dois trilhões de dólares e você não é corrupto, você é respeitável.

O texto acima é uma tradução livre do artigo "
Top 10 Ways the US is the Most Corrupt Country in the World" do historiador americano Juan Cole.




Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...