Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Leitura de domingo

Imagem
Agora falta só uma semana, seis edições do telejornal Jornal Nacional, da Globo, e uma capa da revista Veja, da Abril e da Naspers. A Folha, dúbia como quem nunca desce do muro, por um lado estampa o que pode ser a bala de prata da banda antipetista da PF, que apura elo entre tesoureiro do PT e doleiro preso; e por outro, as doações do PSDB a partidos nanicos e ao PSB em SP. Para variar, o que salva a edição é a coluna do Janio de Freitas, comentando esta campanha eleitoral “freia, grossa e errada”, de forma clara, sintética e precisa. O Estadão parece desanimado e confessa que seu candidato, Aécio, gasta mais tempo criticando direta e indiretamente os adversários, mostrando dados do Manchetômetro.  Aliás é essencial visitar este site da UERJ, que nos lembra Malcolm X: “Se você não cuidar, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo”. O Globo, assim como o Estadão, mostra estratégia dos candidatos para esta semana e um eventual…

Leitura de domingo

Os jornalões estão sem assunto hoje. Parecem desanimados.   A Folha mostra que Dilma está na frente entre os excluídos e na classe média baixa e na intermediária, que representam 72% do eleitorado.  Na classe média alta, 20% do eleitorado, Dilma fica 8 pontos atrás de Marina.  E na classe alta, 7% do eleitorado, Dilma está atrás dos dois candidatos da direita, Marina e Aécio. Segundo a colunista Mônica Bergamo, Marina e Aécio dividem o tradicional reduto tucano do high society de SP. A disputa mais acirrada está justamente na classe média intermediária, em que a diferença é de apenas 2 pontos a favor de Dilma.  Parece que as pessoas, à medida que ficam menos pobres, passam a preferir os candidatos dos ricos e conservadores.  O fato notável é a distorção que houve na antiga pirâmide das classes sociais: o grupo dos excluídos diminuiu, a classe média baixa praticamente caiu pela metade enquanto a classe média intermediária praticamente dobrou, graças aos 12 anos do governo trabalhista d…

Leitura de domingo

As pesquisas eleitorais têm deixado os jornalões atordoados com o desempenho de seu candidato preferido, o senador mineiro que não sai do Rio, e com a queda de seu Plano B, a santinha do pau oco. O que salva novamente a edição da Folha é a coluna do Jânio de Freitas, que comenta uma campanha indigna.   Mostra como Collor, Serra, Aécio e Marina baixaram o nível das campanhas eleitorais.  Vale a pena lê-lo. O Estadão destaca que o ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, devolverá dinheiro depositado na Suíça (paraíso de sonegadores) em troca de redução de pena. O Globo achou melhor destacar que o perfil de Costa na Wikipédia foi alterado a partir da rede da Petrobrás, quando ficou evidente que Costa cresceu profissionalmente na empresa durante o governo de FHC. Na prática os três jornalões ainda repercutem a pauta da revista de fofocas literalmente ‘mais vendida’, cuja missão é uma cruzada ideológica e político-eleitoral contra o PT, Lula e Dilma.  A capa desse pasquim destaca a ‘fúri…

Eu Sou o Número Quarenta e Dois

A última ditadura militar fascista no Brasil durou 21 anos.  Em 15 de janeiro de 1985 foi eleito indiretamente presidente do país o advogado, empresário e político mineiro Tancredo Neves.  Ao ser eleito, terminou seu discurso dizendo: “Não vamos nos dispersar. Continuemos reunidos, como nas praças públicas, com a mesma emoção, a mesma dignidade e a mesma decisão. Se todos quisermos, dizia-nos, há quase duzentos anos, Tiradentes, aquele herói enlouquecido de esperança, podemos fazer deste país uma grande nação. Vamos fazê-la!”.  Mostrou grande habilidade política para que aquele dia chegasse, já que a extrema direita queria mais 2 anos para João Figueiredo antes da sucessão por eleições diretas, eventualmente.  Mas, como tinha dito Getúlio Vargas, “no Brasil, não basta vencer a eleição, é preciso ganhar a posse!”.   Tancredo faleceu 96 dias depois, misteriosamente.  E quem assumiu a presidência em 15 de março foi José Sarney, também recém-integrante do PMDB, mas ex-correligionário de P…

Leitura de domingo

Imagem
Agora falta um mês para o primeiro turno.  E mais quatro capas da revista Veja.  O pasquim sionista da famiglia Civita continua em sua cruzada contra o PT, Lula e Dilma.  A capa desta semana se delicia com vazamentos seletivos do depoimento do ex-diretor da Petrobras à Polícia Federal, Paulo Roberto Costa.  Ele citou governadores (Sergio Cabral, Roseana Sarney e Eduardo Campos), ministro de Minas e Energia (Edison Lobão) e parlamentares (Renan Calheiros e outros).  Essa também foi a pauta dos jornalões, mas sem o partidarismo apaixonado do folhetim da Abril.  O procedimento normal é a polícia investigar, o ministério público acusar e a justiça julgar.  Mas a revista do grupo racista Naspers faz tudo isto ao mesmo tempo.  Escolhe o que vai ‘informar’, como vai fazê-lo e QUANDO, isto é, às vésperas das eleições.  Falta isenção, independência, apartidarismo e pluralismo.  Ou seja, não é jornalismo.  É pura e simplesmente militância política, partidária, eleitoral. A Folha tem destaques in…

Sobre hipocrisia, animais e crianças

Quanto mais conheço as pessoas, mais amo os animais.  Não se sabe exatamente quem disse esta frase pela primeira vez, mas ela é atribuída a Rui Barbosa, a Alexandre Herculano e a Blaise Pascal, como vemos no Google.  Não importa quem disse.  E nem a forma, que pode variar um pouco, sendo pessoas substituídas por homens, e animais, por cachorros, por exemplo. O que importa é seu conteúdo.  Não saberia fazer uma análise psicológica ou psicoterapêutica da frase, mas ela revela a repulsa por pessoas, o fracasso ou a negação dos relacionamentos, a solidão, o individualismo, a carência afetiva, a fuga da realidade, a alienação. Basta entrar no Facebook e no Instagram que você verá centenas de pessoas exibindo orgulhosamente seus pets, sejam cachorros, gatos, passarinhos e até, como cantaram os Titãs, oncinha pintada, zebrinha listrada e coelhinho peludo. A mídia golpista recentemente divulgou dados do IBGE e da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação)…