domingo, julho 06, 2014

Cristãos do PSDB

Os tempos mudaram.  E muito.  Quando Pilatos apresentou Jesus ao povo para que fosse decidido quem seria crucificado, o povo optou por libertar Barrabás, ladrão e assassino.  O próprio Jesus disse ao ladrão, crucificado a seu lado, “Em verdade eu te digo, hoje, estarás comigo no paraíso”.  Isto é o Novo Testamento.
Segundo o Velho Testamento, um dos dez mandamentos era "Não matarás".  Mas parece que judeus e cristãos de hoje não se contentam com a "lei de talião", ou da retaliação, mas preferem a vingança, o linchamento, o esquartejamento.
É comum se ver na mídia e nas redes sociais cristãos condenando o aborto e, ao mesmo tempo, defendendo a pena de morte, além da redução da maioridade penal.
Que as igrejas cristãs, e particularmente as pentecostais, estão repletas de ex-pecadores, ex-criminosos e ex-condenados, a maioria de nós já sabia.  Mas que há irmãos por aí cujo lema é "bandido bom é bandido morto", poucos estão cientes.  Pois é, um destes "irmãos" é o coronel da PM Paulo Telhada, músico da Congregação Cristã no Brasil, fundada pelo ítalo-americano Luigi Francescon - ver http://www.usp.br/revistausp/67/08-campos.pdf.  Para saber mais deste amigo do ex-senador e ex-governador do PSDB, José Serra, vale a pena relembrar que Serra saiu em defesa do irmão que matou 36 e ameaçou jornalista da Folha: http://bit.ly/1qL3ztf.
É interessante observar que muitos cristãos de hoje, em vez de agir como Jesus, agem de forma completamente oposta, talvez acreditando que bastará um futuro arrependimento para que sejam perdoados e tenham um lugar garantido nas muitas moradas do Pai Eterno.  É por isto que, lembrando Gandhi, eu admiro Cristo mas tenho medo e nojo dos cristãos.  Como disse Mahatma Gandhi, o maior cristão não-cristão, "Eu seria cristão, sem dúvida, se os cristãos o fossem vinte e quatro horas por dia".

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...