domingo, maio 04, 2014

Audrey Hepburn

Hoje o Google faz uma simpática homenagem à atriz belga, que faria seu 85º aniversário se não tivesse nos deixado há 21 anos.  Apesar do pai dela ter sido simpatizante do nazismo, ainda menina ela teria trabalhado na Resistência, quando morava na Holanda ocupada pela ditadura nazista.  Que sorte ela teve por não ser considerada terrorista pelos alienados! O fato é que naquela época ela passou fome, chegando a comer tulipa e até grama, o que explica de certo modo sua magreza, fragilidade e mesmo os diversos abortos que ela teve, além da morte relativamente precoce aos 63 anos.
Os melhores filmes estrelados por ela foram:
  • O Mistério da Torre (The Lavender Hill Mob, 1951, Charles Crichton)
  • A Princesa e o Plebeu (Roman Holiday, 1953, William Wyler)
  • Sabrina (1954, Billy Wilder)
  • Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961, Blake Edwards)
  • Infâmia (The Children's Hour, 1961, William Wyler)
  • Charada (Charade, 1963, Stanley Donen)
  • Minha Bela Dama (My Fair Lady, 1964, George Cukor)
  • Um Clarão nas Trevas (Wait Until Dark, 1967, Terence Young)
O meu preferido é Charada, uma estória romântica com mistério e suspense ambientada em Paris, considerado "o melhor filme de Hitchcock que Hitchcock nunca fez".  Ainda mais que ela atua ao lado do Cary Grant.  Grant só foi melhor mesmo quando trabalhou com o mestre do suspense em "Intriga Internacional" (North by Northwest, 1959).

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...