quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Puerto Madryn


Cheguei a Puerto Madryn cerca de meia noite, após uma hora de ônibus a partir do aeroporto de Trelew.  O objetivo central era conhecer a Península Valdés (77 km de Puerto Madryn) e ver pertinho, ao natural, focas, lobos, leões e elefantes marinhos.  Infelizmente, para ver as orcas, que são golfinhos, só de fevereiro a maio.  E as baleias francas, de maio a dezembro.  Fica para a próxima vez.
No aeroporto de Trelew há um painel referente a escavações paleontológicas (ver foto), que provavelmente deixaria um criacionista contrariado.  É um convite para se visitar o Museo Paleontológico Egidio Feruglio.
Puerto Madryn, na província de Chubut, é considerada a porta de entrada da Patagônia e a capital argentina do mergulho.  Fica no Golfo Nuevo, entre a Península Valdés e a Punta Ninfas.  Das muitas atrações, destaco o Museo del Desembarco, em Punta Cuevas – aonde chegaram os galeses em 1865, e o Ecocentro, no caminho a Punta Loma.


Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...