domingo, novembro 18, 2012

John Carter – Entre Dois Mundos

Faz tempo, uns meses, que estou para comentar sobre “John Carter – Entre Dois Mundos” (John Carter, 2012), filme que vi no cinema, por sugestão de um amigo. Logo nas primeiras cenas dá para notar a semelhança com a série “Guerra nas Estrelas” (Star Wars, 1977, 1980, 1983, 1999, 2005). E por que não dizer também com a série “Indiana Jones” (1981, 1984, 1989, 2008)? Não sei se George Lucas admitiu que foi influenciado por Edgar Rice Burroughs, mas James Cameron o fez, ao comentar sobre “Avatar” (2009).
O fato concreto é que Burroughs, criador de John Carter e Tarzan, influenciou praticamente toda a ficção científica do século XX e até hoje. Contemporâneo de H.G. Wells, ele influenciou as obras de escritores renomados como Arthur Clarke (2001: Uma Odisséia no Espaço, 1961), Ray Bradbury (Fahrenheit 451, 1953) e Carl Sagan (Cosmos, 1980, não-ficção). Superman, Flash Gordon, Star Trek (“Jornada nas Estrelas”) e Babylon 5 são mais alguns exemplos de séries e filmes contendo referências a Burroughs.
Apesar do fracasso de bilheteria de mais um filme sobre Marte, acho que vale a pena vê-lo e principalmente ler os livros da série Barsoom. Aliás, a Editora Aleph já publicou três títulos deles em português: “Uma Princesa de Marte” (2010), “Os Deuses de Marte” (2012), e “O Comandante de Marte” (2012).

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...