domingo, agosto 12, 2012

Olimpíada de Londres 2012

Terminamos esta edição das Olimpíadas na 22ª posição num ranking de 204 países, sendo 79 os que obtiveram medalhas. Atingimos o recorde de 17 medalhas, a maior quantidade em 92 anos de participações (22 edições, desde 1920).
Em termos de posição no ranking de países, só 5 vezes estivemos em posição melhor. A melhor foi em Antuérpia 1920: 15ª. Mas foram apenas 29 países, sendo 22 os medalhistas. Posições em Moscou 1980 e em Los Angeles 1984: respectivamente 18ª e 19ª, mas foram anos de boicotes devido à Guerra Fria, em que ora Estados Unidos e ora União Soviética não participaram. Em Seul 1988 (governo Sarney) também encerramos na 19ª posição. Se considerarmos a posição no ranking dividida pelo número de países medalhistas, este ano só foi inferior a 2004/Atenas (governo Lula), quando “nunca antes na história deste país” tivemos uma participação tão boa, terminando na 16ª posição e obtendo o nosso recorde de medalhas de ouro: 5.
Apenas nesta edição já igualamos o número de medalhas de ouro que foram obtidas nas 2 edições durante o governo FHC (Atlanta 1996 e Sydney 2000), nas 6 edições durante a ditadura militar (1964-1985), e nas 9 edições antes da ditadura. Aliás, a nossa pior colocação “em toda a história deste país” foi em 2000 (sob FHC): 52ª!
Nesta edição infelizmente houve algumas falhas de atletas considerados favoritos e também tropeços em algumas modalidades nas quais também tínhamos favoritismo. Fomos superados pelos países mais ricos e ou de maior tradição no esporte, como sempre, mas estivemos à frente da Dinamarca, da Noruega, da Suécia, da Suíça, do Canadá e de toda América Latina (exceto Cuba). No entanto, para os urubólogos de plantão esse desempenho não foi o bastante e, portanto, deveremos ser um fiasco na Copa de 2014 e na Olimpíada de 2016...
Claro que, como torcedor, fiquei triste com alguns resultados, como as medalhas de prata no futebol ontem e no vôlei hoje, mas estou orgulhoso por ser brasileiro e tenho certeza que continuaremos a melhorar constantemente.

Um comentário:

jc47 disse...

Por que é relevante mencionar o presidente? em 4 anos dá pra preparar uma geração de atletas? Penso que se o resultado foi bom na era Lula, é porque o FHC investiu muito em sua época, e o mesmo seria com a Dilma em relação ao Lula. Mas isso pela lógica, não pela politicagem. A verdade é que o esporte ganharia muito mais se investíssemos em educação, saúde pública e saneamento os bilhões que estamos investindo em estádios que vão beneficiar só o Rio de Janeiro durante as Olimpíadas e algumas cidades durante a Copa. Os impostos aumentaram pra todo o Brasil, mas quem vai continuar aguardando leitos hospitalares desocuparem em corredores ou ambulâncias, muitas vezes sem atendimento de médicos ou enfermeiros, é o povão que paga seus impostos em dia. Mas os petistas nunca vão admitir esta verdade, não é?

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...