Contagem regressiva

Agora faltam dois JN e uma Veja.  Isso sem contar uma provável armação da Globo no debate de amanhã.  Ou uma decisão da Folha de expor detalhes (convenientes à direita) sobre a luta de Dilma durante a resistência à ditadura militar, poupando os vira-casacas como Aloysio Nunes, Roberto Freire, Gabeira etc. Quem viver, verá.
Hoje vieram me "avisar" que a Marina teria decidido apoiar o Zé Chirico.  Estranhei.  Fui ver o site (verdadeiro) dela.  Era fraude espalhada pela Internet.  Na verdade, ela disse: "Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral", repreendendo os setores mais reacionários do PSDB.
Mais tarde, soube que o Zé Chirico recomendou às "meninas bonitas" de Minas Gerais que dessem um jeito para que seus pretendentes votassem nele! Saiu no jornal dele, a Folha.  Antes, ele tinha "cantado" ao vivo a apresentadora da Band.  Criticou a gravidez da Xuxa. E também ensinou o vice a ter amantes com discrição.  Agora, a meme #serracafetao é uma das mais populares no Twitter.
É, quanto mais a gente se informa, menos motivo tem para ficar indeciso.  Por falar em informação, cuidado, mas muito cuidado mesmo, com a fonte de informação.  Spam e fofoca não vale.  Se a informação vier da mídia, é necessário entender o que pensa o seu dono e a quem ele serve.  Não esqueça que a mídia no Brasil está nas mãos de uma dezena de famílias.  E tem muito "jornalista" por aí que chama patrão de colega.  Resta a blogosfera.  Ainda assim é preciso redobrar a atenção.  Essa é a campanha mais sórdida que já vi, desde a campanha do Collor, lembra?

Comentários