A Cabana

Por indicação bem intencionada de amigos, acabei de ler “A Cabana” (The Shack – where tragedy confronts eternity, William Paul Young, 2007), que está na lista dos livros mais vendidos do jornal The New York Times há mais de 2 anos. Segundo a estória, um homem cuja filha foi raptada é convidado por Deus a um encontro em uma cabana isolada. A questão a que o livro se propõe é: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para evitar e amenizar o nosso sofrimento? Para o autor, o livro traz respostas surpreendentes que podem transformar a vida do leitor. Bem, não tenho tal certeza. A estória até que é boa, mas confesso que não transformou a minha vida, aparentemente. Contudo, acho que o livro tem transformado a vida do autor. Claramente ele espera que em breve seu livro sirva de roteiro para um filme. Pois é, ocupar-se de Deus e do sobrenatural tem transformado a vida de muita gente, não? Gasta-se e ganha-se um bom dinheiro com isso. Para conhecer aquelas respostas surpreendentes, bastam apenas quinze dólares.

Comentários