Pac-Man, 30 anos

Tive uma boa surpresa hoje ao abrir o Google. O doodle do dia faz referência aos 30 anos do game Pac-Man. Lembra dele? Depois que comprei meu TK85 (clone nacional do ZX81 da Sinclair), acho que em 1985, passei horas em frente à TV jogando TK-Man, que era uma versão da Microsoft para o Pac-Man. Foi aí que me apaixonei pela informática. Antes disso, cheguei a ter aulas de programação na universidade, mas detestei porque não tinha entendido nada. Mas, a leitura do manual de operações com programação BASIC do TK85 mudou tudo: comecei a aprender BASIC e linguagem de máquina para o ZX81. Depois tive um CP400-Color II, um MSX e vários PC's. Por hobby, andei estudando Visual BASIC, Java, C e C++ e até me tornei entusiasta do Linux. Hoje voltei no tempo e achei uma preciosidade para os saudosistas do ZX81: "ZX81 Never Die". A garotada que hoje joga "Grand Theft Auto IV" no Playstation 3 não imagina o quanto as coisas mudaram ao longo desses trinta anos. Não importa, o Pac-Man já é eterno.

Comentários