quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Cruce Andino ou Cruce de Lagos

A primeira parte do Circuito Chico coincide com os 25 km de extensão da Avenida Bustillo, que liga o centro de Bariloche ao Puerto Pañuelo e ao hotel Llao Llao (pronuncie xau-xau).

Na primeira foto vemos no Puerto Pañuelo o barco que parte diariamente para Puerto Blest. Em segundo plano se vê o hotel e resort Llao Llao e, ao fundo, o cerro López (2076m).

A travessia até Puerto Blest, pelo Lago Nahuel Huapi, dura cerca de uma hora. No caminho, o espetáculo fica por conta das gaivotas, que perseguem o barco em busca de galletas (bolachas, biscoitos) oferecidas pelos passageiros. Infelizmente estava nublado e o vento era forte e frio quando fiz este percurso.

De Puerto Blest segue-se de ônibus por 10 minutos até Puerto Alegre para se navegar pelo Lago Frías durante 20 minutos até Puerto Frias, onde fica a aduana argentina.

Em seguida, cruza-se a fronteira através da Cordilheira dos Andes indo de ônibus de Puerto Frías (na Argentina) até Peulla (Chile). São necessárias duas horas para completar de ônibus um percurso de 27 km. Em Peulla há hotel, restaurantes e a (demorada) aduana chilena.


Em Peulla, toma-se um barco (já com tripulação chilena) que atravessa o Lago Todos Los Santos até Petrohué em cerca de uma hora e meia. Com tempo bom, se tem belíssimas vistas dos vulcões Puntiagudo (2493m) e Osorno (2652m).

Na chegada é indispensável visitar os Saltos de Petrohué.

Para terminar o cruce, há mais duas horas de ônibus de Petrohué até Puerto Varas (Lago Llanquihue) e Puerto Montt (Oceano Pacífico). Com tempo bom o espetáculo fica por conta dos vulcões Osorno e Calbuco (2003m).

Depois comentarei sobre as cidades de Puerto Varas e Puerto Montt, e os passeios obrigatórios por lá.

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...