segunda-feira, setembro 21, 2009

Séries de TV

Meus amigos sabem que gosto muito de cinema. Mas não vejo o cinema apenas como diversão. Por isso não é comum me ver todos os fins de semana entrar em salas de projeção carregando refrigerante e pipoca. Costumo selecionar o que vou ver. E na maioria das vezes escolho pelo diretor, quase nunca pelos atores, algumas vezes pela temática. Exemplo: se é filme do Woody Allen ou do Clint Eastwood, vou ver, não importa com quem é, de quem é o roteiro, sobre o que é, nem mesmo o nome do filme.
Na TV, não vejo novelas. Para não dizer que nunca acompanhei nenhuma, confesso que vi a maior parte dos capítulos de "Roque Santeiro" (1985, Gonzaga Blota, Jayme Monjardim, Marcos Paulo, Paulo Ubiratan) por causa do Sinhozinho Malta (Lima Duarte) e da Porcina (Regina Duarte); e de "Vamp" (1991, Jorge Fernando, Carlos Manga Jr., Fábio Sabag) por causa do Vlad Polansk (Ney Latorraca) e da Natasha (Claudia Ohana). Temos de admitir que a Globo produziu belas novelas. Hoje nem passo perto. Ao mesmo tempo em que evoluíram muito os recursos técnicos, o nível de qualidade caiu demais, em minha opinião.
Aprecio mini-séries, mas vi inteiramente poucas. Destacaria apenas "Anos Rebeldes” (1992, Denis Carvalho, Silvio Tendler, Ivan Zetel) do Gilberto Braga; e “O Auto da Compadecida" (1999, Guel Arraes) do Ariano Suassuna.
Confesso que torcia o nariz quando alguém mencionava as séries habituais das TV's pagas. Mesmo assim, por causa das recordações dos tempos de menino, adquiri algumas séries antigas: "Perdidos no Espaço" (Lost in Space, 1965, Irwin Allen, 3 temporadas), "Jornada nas Estrelas" (Star Trek, 1966, Gene Roddenberry, 3 temporadas) e "Speed Racer" (Mahha GoGoGo, 1967, Tatsuo Yoshida, 1 temporada). No entanto, ultimamente alguns amigos chamaram minha atenção falando bem de uma série e de outra. Resolvi fazer um teste. Escolhi uma série da HBO - "True Blood". E não é que gostei? O preconceito caiu por terra. Agora não quero perder capítulo nenhum. Até pedi para uma amiga gravar alguns episódios enquanto eu viajava. O mundo dá muitas voltas mesmo. Não que eu vá seguir alguma novela da Globo. Deus me livre. Mas estou empolgado com as séries estrangeiras. Cito algumas que comecei a ver ou verei logo:
"Oz - A Vida É Uma Prisão" (Oz, 1997, 6 temporadas)
"A Família Soprano" (The Sopranos, 1999, 6 temporadas)
"The Office" (2001, britânica, 3 temporadas)
"Band Of Brothers" (2001, 1 temporada)
"Scrubs" (2001, 9 temporadas)
"A Sete Palmos" (Six Feet Under, 2001), do Alan Ball (de "True Blood")
"Battlestar Galactica" (2004, 4 temporadas)
"Deadwood" (2004, 3 temporadas)
"House" (House M.D., 2004, 6 temporadas)
"Lost" (2004, 6 temporadas)
"The Office - An American Workplace" (2005, 6 temporadas)
"Roma" (Rome, 2005, 2 temporadas)
Tenho certeza que poderei recomendar a maioria delas, senão todas. Mesmo que algumas sejam mera diversão. Será muito sofá, pipoca e guaraná (para não mencionar aquela bebida imperialista).

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...