Tecnologia Mineira do Abraço

U matutu falava tãu calmamenti qui parecia medí, analisá i meditá sobri cada palavra qui dizia...
É...Das invençãu dus homi, a qui mais tem sintido é o abraçu.
U abraçu num tem jeitu dum só apruveitá!
Tudu quantu é genti, nu abraçu, participa duma beradinha...
Quandu ocê ta danadu di sordadi, u abraçu di arguém ti alivia...
Quandu ocê ta danadu di reiva, vem um, ti abraça i ocê fica até sem graça di continuá cum reiva...
Si ocê ta filiz i abraça arguém, essi arguém pega um poquim di sua alegria...
Si arguém ta duenti, quandu ocê abraça eli, eli cumeça a miorá, i ocê miora juntu tamém...
Muita genti importanti i letradu ja tentô dá um jeitu di sabê pruquê qui é qui u abraçu tem tanta tequinologia, mais ninguém inda discubriu...
Mais ieu sei...
Foi u Ispritu Santu di Deus qui mi contô...
Ieu vô contá proceis u qui foi qui eli mi falô:
U abraçu é bãu prucausa du coraçãu...
Quandu ocê abraça arguém, fais massagi nu coraçãu!...I u coraçãu du otru é massagiadu tamém! Mais num é só issu, nãu...
Aqui ta a chavi du maior segredu di tudu:
É qui, quandu abraçamu arguém, nóis fiquemu tudu é cum dois coraçãu nu peitu!...
Essa estória eu li no Restaurante da Beth, o Virada's do Largo, que fica na Rua do Moinho, 11, em Tiradentes-MG. Tiradentes possui muitos bons restaurantes, mas se você quiser experimentar a comida regional, não deixe de ir ao "Virada's do Largo" ou ao "Estalagem do Sabor". Além da gastronomia e do artesanato, não deixe de conhecer a igreja Matriz de Santo Antônio (veja a foto), de 1732, com fachada e portada atribuídos ao Aleijadinho. Se tiver tempo, vá de maria-fumaça até São João del Rei, outra cidade histórica de Minas.

Comentários