segunda-feira, dezembro 29, 2008

Queime Depois de Ler

Os irmãos Joel e Ethan Coen estão de novo nas telonas com "Queime Depois de Ler" (Burn After Reading, 2008). É a nova comédia de erros escrita e dirigida pela dupla, que lembra bem o humor negro de "Fargo" (1996). Desta vez um CD contendo as memórias de um ex-agente da CIA acaba nas mãos de dois empregados de uma academia, que pretendem receber uma recompensa em dinheiro para devolvê-lo. O ex-agente é Osbourne Cox (John Malkovich), e os dois idiotas são Chad Feldheimer (Brad Pitt) e Linda Litzke (Frances McDormand, a policial Marge Gunderson, de "Fargo"). Novamente, um monte de gente morre por causa da falta de escrúpulos que as pessoas demonstram quando estão em busca de dinheiro e sexo. Muito engraçado. Não deixe de ver.
P.S.: Para não dizerem que só comento filme antigo, estou me atualizando nesse chuvoso fim de ano em Brasília. Depois vou comentar sobre outros filmes e sobre esta viagem a Brasília e arredores.

domingo, dezembro 21, 2008

Film Noir

Nesse fim de semana resolvi matar saudades de alguns grandes clássicos do estilo "film noir". Já comentei sobre esse gênero. Em geral, são filmes de suspense e mistério contendo detetives, policiais corruptos, mulheres fatais, maridos infiéis. Todos são personagens desesperados em um mundo cínico, cruel, pessimista. Há crimes, assaltos, assassinatos, julgamentos. As cenas são geralmente noturnas, com muitas sombras, contraste, em branco e preto. O período clássico compreende os anos 40 e 50.
Alguns dos maiores clássicos são:
"O Falcão Maltês" (The Maltese Falcon, John Huston, 1941)
"Pacto de Sangue" (Double Indemnity, Billy Wilder, 1944)
"À Beira do Abismo" (The Big Sleep, Howard Hawks, 1946)
"O Terceiro Homem" (The Third Man, Carol Reed, 1949)
"Crepúsculo dos Deuses" (Sunset Blvd, Billy Wilder, 1950)
Depois disso, até hoje, vieram os chamados "neo-noir". Exemplos:
"Chinatown" (Roman Polanski, 1974)
"Los Angeles - Cidade Proibida" (L.A. Confidential, Curtis Hanson, 1997)
"Amnésia" (Memento, Christopher Nolan, 2000)
"Insônia" (Insomnia, Christopher Nolan, 2002)
"Batman Begins" (Christopher Nolan, 2005)
Esse gênero não se limitou ao cinema. Um ótimo exemplo são os vídeo games
Max Payne (Sam Lake, 2001) e Max Payne 2: The Fall of Max Payne (Sam Lake, 2003).
Recomendo todos, sem exceção.

terça-feira, dezembro 16, 2008

Jogo de arremessar sapato no Bush

Se você quiser experimentar a mesma sensação vivida pelo jornalista iraquiano que arremessou os sapatos contra o presidente americano George Bush numa entrevista coletiva de imprensa, acesse o seguinte site e divirta-se:

BUSH SHOE THROWING GAME

domingo, dezembro 14, 2008

A Vida dos Outros

"A Vida dos Outros" (Das Leben der Anderen, 2006) é um filme magnífico, escrito e dirigido por Florian Henckel von Donnersmarck. Antes da queda do Muro de Berlim, a Stasi, serviço secreto da Alemanha Oriental, vigiava as pessoas do meio artístico, como escritores, diretores de teatro, atores, cantores, pintores, escultores, jornalistas etc. Como sabemos, a primeira vítima de toda a ditadura é a cultura. Nesta ficção, o agente da ditadura HGW XX/7 acaba aos poucos entendendo o ponto de vista dos rebeldes, sendo por isso homenageado no livro "Sonata para um Homem Bom". É só o que posso revelar agora. Melhor você assistir. Passou há um ano no cinema, o DVD está à venda nas locadoras, e foi estréia sábado na HBO. Recomendo.

Atestado ideológico

Ontem o AI-5 fez 40 anos. Em 13 de dezembro de 1968, Arthur da Costa e Silva editou o ato em represália a uma decisão da Câmara, por esta ter-se negado a dar uma licença para que o deputado Marcio Moreira Alves fosse processado em virtude de um discurso contrário às Forças Armadas. Este famigerado ato representou o total endurecimento do regime - veja os detalhes clicando no link.
Algumas pessoas podem me perguntar porque lembro disso. Outras associam minha lembrança à suposição de que eu seja petista "roxo", radical, comunista, ateu, e alguns outros adjetivos carregados de tons acusatórios e preconceituosos. Meus motivos:
As pessoas precisam conhecer a história porque "aqueles que não aprendem com a história estão condenados a repetí-la".
Vivi os últimos anos da quartelada de 1964. Por isso tenho nojo de toda e qualquer ditadura, seja de direita ou seja de esquerda, inclusive a ditadura do proletariado, que teoricamente nos levaria a um mundo mais justo.
Tive uma educação cristã. E ainda acho que é mais fácil para um camelo ou uma corda passar pelo buraco de uma agulha do que um rico ou um opressor entrar no céu.
É incrível, mas até hoje a sociedade brasileira, conscientemente ou não, ainda coloca rótulos e cobra os tais atestados ideológicos. Para saber o motivo, só mesmo conhecendo a nossa história.

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Boa Temática

Se as pessoas não acreditam que a matemática é simples, é só porque elas não percebem o quanto a vida é complicada. Pelo menos é o que disse o matemático húngaro von Neumann. Veja a seguir alguns vínculos que se referem a esse tema:

A atriz americana Mae West uma vez definiu a operação aritmética de subtração da seguinte forma: "Um homem tem cem dólares e você o deixa com dois dólares. Isto é subtração".
Quod erat demonstrandum, isto é, c.q.d. (como queríamos demonstrar).

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...