Razão e Sensibilidade

O filme não é novo, mas vale a pena ser visto e revisto. Refiro-me a "Razão e Sensibilidade" (Sense and Sensibility, 1995) do chinês Ang Lee, que também dirigiu "O Tigre e o Dragão" (2000) e "O Segredo de Brokeback Mountain" (2005). O roteiro é da Emma Thompson, baseado no romance homônimo da Jane Austen. O drama começa quando uma viúva fica pobre pelas regras da herança na Inglaterra do século XIX e se muda para o interior com as três filhas: a menina Margaret, a sensível Marianne (Kate Winslet, de "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças" e "Em Busca da Terra do Nunca") e a racional Elinor (Emma Thompson, de "Vestígios do Dia" e "Mais Estranho que a Ficção"). O título do romance se refere às duas moças. Marianne é a própria sensibilidade e emoção, enquanto Elinor representa a razão e o bom senso. O filme é longo e se mantém pelas belas locações e pelo desempenho do ótimo elenco. Quando a gente acha que as duas moças vão ficar solteironas...Bem, é melhor ver o filme. Muito romântico, por sinal.

Comentários