domingo, junho 29, 2008

Julieta dos Espíritos

”Julieta dos Espíritos” (Giulietta degli Spiriti, 1965) é o primeiro filme colorido do Federico Fellini. Conta a estória de Giulietta Boldrini (vivida pela Giulietta Masina, mulher do diretor), que busca forças nas memórias e no misticismo para deixar o marido infiel. O filme tem dois pontos que chamam a atenção. O primeiro é o uso e abuso das cores, inovação do cinema italiano, em meio às figuras bizarras, fantasias, sonhos e alucinações, características do cinema de Fellini. O segundo aspecto é a abordagem do misticismo. O bom cinema leva à reflexão. Vou comentar no próximo post o que me ocorreu ao ver este filme. Se o recomendo? Em geral, não. A menos que você estude cinema ou seja cinéfilo. Para ver algo mais blockbuster, reveja Ghost (1990) do Jerry Zucker, cujo melhor filme foi “Apertem os Cintos... O Piloto Sumiu” (Airplane!, 1980).

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...