sábado, junho 21, 2008

Filhos da Esperança

"Filhos da Esperança" (Children of Men, 2006, Alfonso Cuarón) é um filme interessante, diferente. É ficção científica sem raios laser, naves espaciais, teletransporte etc. É uma visão apocalíptica do futuro próximo baseada no passado recente. Trata-se do ano de 2027 em que não existiriam mais crianças. Sem elas, não haveria futuro e nem esperança. Há muitas citações e simbolismo. Lembra George Orwell em "1984". O quadro Guernica (do Pablo Picasso) e a canção "Arbeit Macht Frei", cujo título significa "trabalho liberta", lembram o nazi-fascismo, assim como a truculência dos britânicos ao tratar de imigrantes indesejados. É um filme para ler. E pensar.

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...