domingo, janeiro 06, 2008

Desculpa, Caras

Outro dia cometi uma injustiça com a revista Caras: afirmei que ela e a revista Veja (40% de propaganda) eram a mesma coisa. Errei. A Caras cumpre com o seu propósito de informar o leitor. A outra revista escolhe o que vai "informar", sempre tomando partido, de forma claramente tendenciosa. Tudo bem. Mas o leitor deve ficar atento. E não deve jamais considerar seu conteúdo como verdade absoluta. Os exemplos são inúmeros.
Os leitores deste tipo de imprensa consideram o fanfarrão Chavez, presidente da Venezuela, um verdadeiro demônio. E simplesmente desconhecem as ligações perigosas de Uribe, presidente da Colômbia, com os paramilitares de extrema direita que promovem assassinatos e massacres, além de estarem associados ao tráfico de drogas da mesma forma que os grupos de esquerda. Para saber mais:

Brasil de Fato.

The Boston Globe (em inglês).

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...