sábado, agosto 04, 2007

A ponte caiu. Deve ser culpa do governo.

A ponte desabou em Minneapolis. Será culpa da gestão do governo Bush? A estação Pinheiros da futura linha 4-amarela do metrô desabou em janeiro. Será culpa da gestão tucana em São Paulo? Ou será que os dois desabamentos serão culpa do Lula também? Pela lógica de antigos integralistas travestidos de democratas, deve ser.
Fiquei chocado com o acidente do vôo 3054 da TAM e achei melhor não comentar nada e nem apontar nenhum culpado de forma precipitada. Já basta o sofrimento dos familiares das vítimas do acidente. Mas os inconformados com derrotas eleitorais insistem em fazer uso político do acontecimento. É lamentável.
Não ia comentar sobre o acidente, mas em função de spam político-partidário que tenho recebido acho que devo dar minha opinião. A essa altura acredito que o acidente tenha acontecido devido a três fatores: falha no equipamento (computador etc, o que o fabricante do avião está negando), falha na manutenção do avião (que a empresa aérea nega) e falha no treinamento dos pilotos (que a empresa aérea também vai negar). Descarto a influência da pista, já que alguns minutos antes do acidente outro avião idêntico pousou sem problemas, sem contar os inúmeros pousos em condições semelhantes desde a liberação da pista - sem o tal grooving, que para as empresas aéreas na véspera do período de férias, e portanto da alta temporada, não seria essencial.
Não li a revista Veja, que considero imprensa marrom, mas sua última capa me surpreendeu. A Veja não afirmou (pelo menos não na capa) que a culpa foi do governo federal mas sim, clara e diretamente, dos pilotos!
É claro que o país tem problemas de infra-estrutura, não apenas no que se refere à aviação. Tais problemas se agravam com o crescimento e o aumento da demanda. Há diversos "apagões" e não apenas o aéreo do Lula e o elétrico do FHC. Tem havido e há apagões na Saúde, na Educação, na Segurança etc. E a não ser que se queira fazer política partidária e eleitoral, tais apagões não são exclusividade deste ou daquele governo. Este e os próximos governos têm muito o que fazer, por um longo tempo, até atingirmos uma situação confortável de país desenvolvido. A tarefa, aliás, é para toda a sociedade.
Em todos os casos, é importante ficar atento às iniciativas golpistas de alguns setores reacionários, como é o caso da OAB-SP. Estão enganados aqueles que pensam que a História é passado. Está acontecendo agora. Não percamos seu bonde.

Nenhum comentário:

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...