segunda-feira, dezembro 25, 2006

Jornalismo de Invenção. Tudo a ver?

Em minha época de universidade a gente considerava alienados aqueles que não estavam a par do que acontecia nos porões da ditadura que a quartelada de 1964, com o apoio de nossa gloriosa classe média, implantou. Os agentes da ditadura freqüentavam as redações da mídia para escolher o que seria publicado ou não. Hoje parte dessa mídia, a mais bem aquinhoada, faz isso por conta própria. Escolhe o que você deve saber ou não. E você acha que está bem informado. Pois é. O que mudou daqueles dias para os atuais?
Na semana passada, um repórter da Globo criticou a direção e o "jornalismo" da emissora. Leia a carta de Rodrigo Vianna, no Terra:
Demitido, repórter da Globo critica direção

E veja o que o Fernando Morais disse à ótima Língua Portuguesa:
"Toda generalização é perigosa, mas o que vem ocorrendo é uma partidarização, de maneira hipócrita, porque escondida do leitor. A Veja, símbolo disso, virou um partido de direita e não diz. Virou uma publicação sórdida".

Nenhum comentário:

Por que não vou torcer para a Croácia

A seleção croata continua enaltecendo o fascismo Outro dia um apresentador do BBB, da Globo, deu a entender que não se deve misturar ...