Cinema: Sergio Leone e Clint Eastwood

O italiano Sergio Leone (1929-1989) foi diretor assistente em "Ladrões de Bicicleta" (Ladri di biciclette, 1948, Vittorio De Sica) e em "Ben-Hur" (Ben-Hur, 1959, William Wyler) - nada mal para um começo, não?
Em 1965 ele escreveu e dirigiu o western recheado de drama, ação e suspense "Por uns Dólares a Mais" (Per qualque dollaro in più), tendo no elenco Clint Eastwood e Lee Van Cleef. No ano seguinte, escreveu e dirigiu um dos melhores westerns de todos os tempos, "Três Homens em Conflito" (Il Buono, il brutto, il cattivo), novamente com Clint Eastwood e Lee Van Cleef e com a música marcante de Ennio Morricone, como no filme anterior. Ainda na linha do western spaguetti, em 1968 ele escreveu (com Bernardo Bertolucci e outros) e dirigiu "Era Uma Vez no Oeste" (C'era una volta il West), com Henry Fonda, Claudia Cardinale, Charles Bronson e a música de Ennio Morricone.
Para encerrar com chave de ouro, em 1984 Leone escreveu e dirigiu "Era Uma Vez na América" (Once Upon a Time in America), com Robert De Niro, James Woods e Joe Pesci, além de Ennio Morricone.
Mais tarde o pupilo Eastwood produziu, dirigiu e atuou em dois filmes fora de série: "Os Imperdoáveis" (Unforgiven, 1992) e "Menina de Ouro" (Million Dollar Baby, 2004). E também produziu e dirigiu em 2003 "Sobre Meninos e Lobos" (Mystic River), onde não atuou, mas dirigiu Sean Penn, Tim Robbins e Kevin Bacon.
Em poucas linhas lembramos aqui de 9 filmes maravilhosos e um pedacinho da sétima arte. Você pode até assistir a cinema na sua TV, mas favor não confundir cinema com televisão. Como disse Groucho Marx (1890-1977), que atuou com seus irmãos em "Duck Soup" (Duck Soup, 1933, Leo McCarey), "Eu acho a televisão muito educativa. Toda vez que alguém liga a TV, eu vou para outro cômodo e leio um livro".

Comentários