sexta-feira, dezembro 31, 2004

Réveillon, o despertar de uma nova era


Não, não vou falar de religião, nem de misticismo. Vou apenas desejar a todos mais uma vez um feliz ano novo. Mais um, apesar de todas as profecias que previram o fim do mundo. Quando garoto, sempre ouvia de meus pais que havia uma profecia atestando que o mundo "de 1000 passou, mas de 2000 não passará". Conforme se vê em páginas da Internet, a religiosa francesa Jeanne de la Royer, que viveu no século XVIII, disse que o "fim dos tempos" chegará antes do ano 2000. Suas palavras foram "o ano 2000 não chegará sem que chegue o fim dos tempos, como vi na luz divina." E segundo o famoso Nostradamus, "no ano de 1999 e sete meses, do céu virá o grande rei do terror; ele fará reviver o grande conquistador de Angoulmois, antes e depois, a guerra reinará com felicidade". Bom, eu também vou arriscar umas profecias: haverá guerras, mudanças climáticas, terremotos, tsunamis, dilúvios, colisão da Terra com cometas e asteróides, o Sol vai esfriar...mas, é possível que quando o pior de tudo isso acontecer nós já estaremos viajando em busca de estranhos novos mundos e civilizações, audaciosamente indo aonde o homem jamais esteve antes. E enquanto isso não acontece, feliz 2005!



domingo, dezembro 26, 2004

Os Sonhadores


Fui ver Os Sonhadores do italiano francófilo Bernardo Bertolucci, que mistura cinema, política, música, jazz, rock n' roll, sexo, filosofia. Se você for conservador, não veja. Se tiver nojo de fluídos corporais, também não veja. É um filme polêmico, como foi Último Tango em Paris, porque tem nudez, uso de drogas e sexualidade. E novamente o Bertolucci toca na questão do incesto, como fez em La Luna, em 1979. Bem, para encurtar a história, conheça ou não, goste ou não, não dá para falar de cinema de verdade (não aquele lixo que Hollywood faz - mas não sempre) sem falar de Bertolucci. É isso.

sexta-feira, dezembro 24, 2004

Então é Natal!


O que significa o Natal para você? Se você quer saber, para mim não significa muito mais do que uma lembrança boa dos tempos em que o Natal era o dia em que eu acordava e aos meus pés, no berço, estavam aqueles carrinhos de plástico que eu ganhava de meus pais, digo, do Papai Noel. O clima ficou ruim quando uma vez os descobri, bisbilhotando em cima do guarda-roupa. O Natal ainda não tinha chegado, mas lá estavam os carrinhos escondidos! Levei uma surra. E o encanto do Natal e do Papai Noel se acabou. Nada restou. Porque não tínhamos o hábito de montar árvores de natal, com aquelas bolinhas coloridas e brilhantes, com aquele algodão imitando a neve que nunca tivemos em São Paulo. Também não tínhamos o hábito de comer aquelas especiarias cheias de calorias comuns no hemisfério norte. E nem de colocar aquelas guirlandas na porta, que aliás também significa grinalda e vem do francês guirlande e do inglês garland. E nem trocávamos presentes, exceto que as crianças ganhavam uns presentinhos "do Papai Noel", pelo menos até aquela vez. Por falar no bom velhinho, você sabia que o Papai Noel tal como o conhecemos hoje é uma criação publicitária realizada em 1931 pela Coca Cola? É verdade, judeus nova-iorquinos adaptaram tradições holandesas baseadas em Sinter Klaas (Santa Claus, em inglês, cuja origem é São Nicolau de Myra, um bispo turco nascido no ano 280). Bom, afora o colonialismo cultural a que sempre fomos submetidos, acho o Natal uma época interessante porque a gente lembra um do outro, não propriamente para dar e receber presentes, mas só por lembrar e desejar um ao outro um feliz dia e um ano vindouro melhor. Então, feliz Natal!

P.S.: é claro que tem gente que também lembra que Natal significa o aniversário de um certo Jesus, de Nazaré, de Belém...e daí o espírito natalino.

domingo, dezembro 19, 2004

O Santos é o novo campeão!


Agora o meu time é bicampeão - primeiro no mata-mata e agora nos pontos corridos. O Santos é o campeão absoluto desse ano. Maior número de rodadas à frente (20) e com recorde de gols - 103! Por causa disso hoje eu estou feliz que nem pinto no lixo. ;-)

E aí vale cantar:

Santos, Santos, Goooool
Agora quem dá bola é o Santos,
O Santos é o novo Campeão,
Glorioso alvi-negro praiano,
Campeão absoluto desse ano
Santos, Santos, sempre Santos,
Dentro ou fora do Alçapão,
Jogue onde jogar,
És o leão do mar,
Salve o nosso campeão.



Em tempo: ontem comi pizza com os seguintes amigos da Ideal, da Oxford e da Renner DuPont: Cândido, Cláudio, Elaine, Élcio, Intini, Muro, Ricardo, Selma e Zé. Outra hora coloco aqui uma das fotos que o Zé tirou, mas antes vou ter que formatá-la para o padrão Internet.