segunda-feira, junho 28, 2004

A tirania da escolha


Bem interessante a matéria da edição nacional da Scientific American de maio. Conforme Barry Schwartz, é razoável pensar que um leque maior de opções seria conveniente e agradaria as pessoas, mas o excesso de possibilidades muitas vezes contribui para a infelicidade delas. E aconselha: 1)Escolha o momento de escolher; 2)Aprenda a aceitar o "suficientemente bom"; 3)Não se preocupe com o que você está perdendo; 4)Controle as expectativas. Para conhecer mais sobre o tema, leia a revista ou um de seus livros: "Maximizing versus Satisficing: Happiness is a Matter of Choice" e "The Paradox of Choice: Why More is Less".

Nenhum comentário:

Católico? Eu?

Lula, o candidato odiado por uma parcela da classe média cristã (hipócrita e preconceituosa), é mesmo um fenômeno: fez um agnóstico ir a...