domingo, dezembro 14, 2003

Outro dia recebi um e-mail com fotos engraçadas e felizmente em pelo menos uma delas havia o link para a fonte. Então em vez de repassar o e-mail para dezenas de amigos, resolvi colaborar para o bom tráfego na rede evitando mais spam e fazendo uma referência ao site fonte aqui. Então, pra quem gosta de cartões, imagens e vídeos engraçados sugiro dar uma passadinha no FunPic. E, como escreve o Pasquale, "é isso".

quarta-feira, dezembro 10, 2003

Novidade: segundo a Folha o pessoal do KaZaA desenvolveu um programa gratuito para se conversar pela Internet, o Skype.
Segunda resolvi matar saudades do centro velho de São Paulo. Do metrô São Bento fui para o viaduto Santa Efigênia, passei pelo largo e pela rua do mesmo nome. Virei à esquerda na Av. Ipiranga. Cruzei a Rio Branco e a São João - lembrei da canção do Caetano Veloso, lembrei que passei inúmeras vezes por ali quando garoto. Não entrei na 24 de Maio, preferi voltar pela Barão de Itapetininga. A praça Ramos de Azevedo, com o Teatro Municipal e antigo prédio do Mappin me deram um aperto de saudades no coração. Depois o viaduto do Chá, a praça do Patriarca (como mudou!) e aí fui caminhando "pelo lado direito da rua Direita" até a praça da Sé, cruzando antes pela Quintino Bocaiúva. Ah, se o tempo pudesse voltar....Pra falar a verdade foi uma mistura de dois sentimentos: uma forte saudade e um certo medo de andar sozinho por ali. Mas me senti bem depois que entrei no metrô Sé. Tinha vencido o desafio de vivenciar passagens de minha infância e de revisitar incólume também o coração de minha cidade - eu tinha esse direito.
Domingo passado fui a Santos para finalmente conhecer o estádio do meu time. Como era o último jogo do Santos em casa neste ano, tomei coragem, ainda mais com um adversário de outro estado, sem tanta rivalidade, arrisquei. O resultado foi Santos 2X2 Grêmio, mas valeu. Não sei ao certo porque escolhi torcer para o Santos. Meu pai era corintiano, e meu tio, que me levou a um estádio pela primeira vez, também era. Sei que naquela época os jogos eram sempre transmitidos pela TV no fim de semana. A transmissão era em branco e preto, e eu torcia sempre para o time de branco. Claro que devo ter torcido contra o Santos, quando meu time jogou com a camisa listrada!...Sei que tive certeza que devia ser santista quando comecei a ouvir falar que a base da seleção era o Santos e o Botafogo, além do Santos ter um certo jogador já famoso no mundo todo naquela época. A minha grande decepção foi num Santos e Corinthians, quando perguntei a meu pai, que ouvia o jogo num radinho de pilha, para qual time ele estava torcendo. Ele disse sem rodeios: Corinthians, claro. Resultado: nunca mais falamos de futebol. Aquele dia eu quis esquecer, ainda mais que meu time perdeu por 4X1...

Mídia golpista hoje

Domingo é dia de folhear os jornalões e tentar entender o que a máfia dos barões da mídia está querendo que a gente acredite. O Globo, en...